“Mercado divino”

9 fev

  Deus. Há algum tempo, quando se queria buscar conforto na Palavra Divina, havia basicamente duas fontes: a Bíblia, de que muitas pessoas dispõem em casa. E as Igrejas.

O primeiro recurso não mudou muito, mas foi “reconfigurada”: É possível encontrar uma gama bíblica enorme (que vão desde bíblias exclusivas para mulheres até publicações com a fonte maior, pra quem não enxerga bem).

Já o segundo recurso, Igrejas, cresceu em número, tamanho, nomes, administradores, funções. Enfim, se diversificou intensamente.

Hoje é possível encontrar centenas de igrejas diferentes. As clássicas (Católica, Evangélica e Espírita) ainda predominam. Porém, o diferencial agora são as “sub-igrejas” – espécies de afilhadas das maiores.

Essas têm aparecido em quantidade extraordinária. E, assim que entram para a concorrência, iniciam seu principal desafio: a busca por fiéis.

Como se o número de Instituições divinas não bastasse, o Mercado das mídias também tem expandido muito no sentido da evangelização: De tempos em tempos, ouve-se falar em mais uma banda ou cantor gospel. CD’s, DVD’s, Filmes e Livros são lançados quase que diariamente.

Todos esses recursos vêm atraindo um público fiel (literalmente) que tem aquecido cada vez mais o “Mercado divino”.

Não se pode negar que todos os tipos de diversidade de opções e interatividade são vistas com bons olhos nesse mundo de tanta pressa, onde tudo tem fácil acesso. O problema, na categoria “divina” da coisa, é o sentido que essa “evangelização dinâmica” tem na realidade: Um sentido humanista ou capitalista?

 Em síntese, nenhum de nós gostaria de ver Pequenas Igrejas transformando-se em Grandes Negócios, certo?

Pense nisso. Até a próxima.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: