$.O.$ Saúde

20 mar

sos saúdePare um pouco para pensar no SUS Brasileiro. Um sistema que, como o próprio nome diz, é Único, homogêneo e gratuito. Um sistema cuja principal filosofia é o Princípio da Universalidade: oferecer atendimento digno e humanizado igualmente a todos os cidadãos brasileiros.

Na realidade, é visível que muitos municípios, no quesito saúde, não contam com essa utopia toda. E, ao falar em SUS, muita gente se lembra de filas, falta de medicamentos, de profissionais, pessoas sendo atendidas em corredores com condições precárias, etc, etc, etc. Porém, apesar dos pesares, essa é a outra face da moeda e não podemos dizer que corresponde à realidade como um todo.

Agora, pense num país onde a saúde pública e gratuita não existe. Um país desenvolvido onde o governo simplesmente “vira as costas” para essa questão social e entrega a vida de sua população nas mãos de Planos de Saúde cuja única intenção é a de lucrar loucamente e garantir hegemonia corporativa.

Imagine pagar caro por um bom atendimento médico e descobrir, no exato momento em que você precisar, que existe uma lista quilométrica com os problemas que seu plano não cobre. E, o pior: descobrir que o seu problema está entre eles. Imagine ser jogado na rua, literalmente, por não poder arcar com os altos custos de uma internação. E perder pessoas queridas pelos mesmos motivos.

Um circo de horrores, não? E, se você se pergunta onde acontece todo esse drama, a resposta é simples…No país do “Sonho americano”, na terra das oportunidades, no lugar onde a publicidade governamental insiste em mostrar pessoas bem-sucedidas e felizes. Nos Estados Unidos da América.

É essa realidade norte-americana que o filme S.O.S Saúde expõe de forma bastante crítica e irônica.

Além de denunciar toda a corrupção e crueldade existente por trás do corporativismo dos sistemas de saúde dos EUA, o documentário apresenta também grandes exemplos a serem seguidos em países como França, Canadá e Cuba.

Michael Moore, o diretor, conta histórias reais de pessoas que quase morreram ou perderam amigos e familiares por motivos efêmeros, fúteis. E denuncia ainda a realidade dos presos de Guantánamo, que recebem atendimento médico gratuito e de qualidade. Bem diferente dos cidadãos de boa conduta.

O Filme vale muito a pena principalmente para repensarmos nosso conceito sobre o sistema brasileiro de saúde, e também para avaliarmos o real significado de se viver em um país de Primeiro Mundo, desenvolvido como os EUA.

Abaixo, você confere o trailer do documentário que, por sinal, foi indicado ao Oscar:

E, pra você que tem algum interesse em conhecer melhor o SUS Brasileiro, basta clicar aqui e conferir a cartilha de 2006 que fala sobre todos os direitos que os cidadãos brasileiros têm direito de usufruir.

Até a próxima.

Fontes: http://www.adorocinema.com/filmes/sos-saude/

http://oglobo.globo.com/cultura/festivaldorio2007/mat/2007/10/02/297981157.asp

Uma resposta to “$.O.$ Saúde”

  1. Igor Ferrarese Ramos 24/03/2011 às 2:11 AM #

    Todos deveriam ver este post/ artigo e assistir o filme! Com certeza teremos uma visão diferente sobre a saúde pública no Mundo! Parabéns, ficou incrível! Beijos, Deus Te Abençoe!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: