Archive | julho, 2012

Por que ouvir Criolo?

14 jul

O Criolo canta rap. Antes de ser só “Criolo”, ele era “Criolo doido”.

Antes, porém, de você unir essas duas informações ao título do meu post e se perguntar quê motivo teria para curtir o som desse cara, eu, humilde blogueira, te garanto:  o som desse cara é bom.

Bom, pra começar, vou tentar seguir o hábito de quando se apresenta um artista: Kleber Cavalcante Gomes nasceu em Santo Amaro, em 24 de outubro de 1975 e foi criado no Grajaú, São Paulo.  Aos 11 anos escreveu seu primeiro rap, e aos 25 sua primeira canção.

O melhor veio bem depois: Em 2006 lançou seu primeiro álbum de estúdio, chamado “Ainda há tempo”; foi indicado ao Prêmio Hutúz em duas categorias: “Grupo ou Artista Solo” e “Revelação”.  Em 2008, recebeu o prêmio “Música do Ano” e “Personalidade do Ano” na quarta edição do evento “O rap é compromisso

Em 2011, lançou seu segundo disco, Nó na Orelha, gratuitamente através da internet. Nele, o cantor diversificou os ritmos de rap com vários outros, como a MPB, funk, soul e blues.Este disco, inclusive, teve excelente recepção pela crítica (inclusive estrangeira).

Com o disco, Criolo foi um dos campeões de indicações ao Video Music Brasil 2011 da MTV, sendo indicado nas categorias “Videoclipe do Ano”, com “Subirusdoistiozin”, “Artista do Ano”, “Álbum do Ano”, com “Nó na Orelha” (venceu), “Música do Ano” com “Não existe amor em SP” (venceu), e como “Banda ou Artista Revelação” (venceu). Ele também foi o primeiro confirmado a se apresentar ao vivo durante a premiação, onde cantou a canção “Não existe amor em SP” ao lado de Caetano Veloso.

Fonte: Wikipedia

Apresentação devidamente formalizada, é hora de dizer porquê eu passei a curtir o som do Criolo. Continue lendo

%d blogueiros gostam disto: